Gramática

É o estudo das letras (γράμμα), que busca o uso da língua com correção desde a sua causa material, que é o som, até à composição e à crítica literária, sem se limitar a aspectos da gramática normativa. Os principais veículos do conhecimento, até o século XVIII, são as línguas antigas: Latim e Grego Clássico. Dominar as línguas clássicas é fundamental para ter acesso aos textos antigos e à sua cosmovisão, além de preparar os estudos das demais artes da linguagem.

Retórica

A arte do bem dizer, como foi definida por Quintiliano, tem por fim a adequação do discurso às situações para mover os afetos e persuadir para aquilo que é bom e verdadeiro. Seu estudo se dá, principalmente, pela imitação dos grandes prosadores e poetas, pois não basta usar a língua com correção, mas é preciso reconhecer a melhor forma de entender e expressar as realidades em um discurso apropriado.

Lógica

Como arte liberal, a Lógica trata de ordenar o discurso à verdade. A partir da leitura e escrita, surgirão, na vida intelectual, objeções, dúvidas, desenvolvimentos; na concepção tradicional, a Lógica é a técnica para meditar corretamente, ou seja, analisar e confrontar as realidades tratadas no discurso. A meditação se materializa na dissertação; por isso, a lógica era definida por alguns como a ars disserendi, a arte de dissertar.

Fechar Menu
×
×

Carrinho